Feeds:
Posts
Comentários
Bom dia!

Segue programação do mês de fevereiro:

 

DIA 02/02/14 – Domingo=> Culto de Santa Ceia às 18h:30min.

 

DIA 08/02/14 – Sábado=> Reunião para programação anual às 17h:00min na Igreja ou na casa da Pastora Suely. Obs: Sujeito a alteração de data e horário.

 

Que o Senhor Jesus Cristo os abençoe ricamente.

Ótima semana de trabalho.

Anúncios

“Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo
propósito debaixo do céu” (Eclesiastes 3:1).

O pastor Dan Rhodes conta a história que se segue. Ele é o
pastor de duas igrejas rurais no Colorado, Estados Unidos, e
é, por isso, muito ocupado. Como os demais pastores, ele tem
muita coisa a fazer. E tendo duas igrejas para cuidar, tem o
dobro das reuniões com a comunidade, o dobro das reuniões de
oração e ensino, etc. Dan contou que uma professora de sua
filha solicitou a presença dele para uma conversa pessoal.
Normalmente era sua esposa que comparecia às reuniões com os
professores, mas, aquela professora fazia questão de que Dan
estivesse presente naquela ocasião e não a esposa. Por causa
da insistência, Dan marcou um horário na Escola durante a
tarde. “Eu quis que você visse este desenho que sua filha
fez, para retratar a família”, ela disse. Dan olhou para o
desenho e perguntou: “Onde estou eu?” “é por isso que eu o
chamei aqui”, disse a professora. “Eu fiz a mesma pergunta à
sua filha e ela me disse que você nunca está em casa e, por
isso, o deixou fora do retrato.”

Que valor temos dado à nossa família? Temos estado junto a
ela nas ocasiões necessárias ou, usando a justificativa do
trabalho, mostramo-nos sempre ausentes?

O pastor Dan, de nossa história, estava trabalhando para
Deus. Seria esse um bom motivo para nunca estar em casa?
Seria essa a vontade do Senhor? Claro que não! Tudo tem seu
tempo determinado e o tempo de nossa família não pode ser
ocupado por coisa alguma. Nossos filhos dependem de nós, de
nosso amor, de nossa atenção, de nossos abraços e carinhos,
do ” não se preocupe… eu estou aqui”.

Os pais são responsáveis pelo ensino dos filhos. O futuro
deles depende, em grande parte, da forma como são educados
em casa. E como isso acontecerá se estivermos ausentes? Como
cuidaremos da casa de Deus se não somos capazes de cuidar da
nossa?

Procuremos dedicar boa parte de nosso tempo à nossa casa.
Nossos filhos aguardam essa nossa atitude com ansiedade.
Deus deseja isso… estará sempre conosco… nosso lar será
muito mais brilhante e abençoado.

Pr. Paulo Roberto Barbosa, do site – Escuro Iluminado

 

 

 

Image

Boa noite pessoal.

Amanhã, 07/01/2014 voltam as reuniões de oração em nossa igreja.

Venha começar o ano mais próximo de Deus.

Começa as 20:00hs.

Esperamos por vocês.

Boa tarde!

A reunião de oração de terça-feira retorna no dia 07/01/14.

 
Que o Senhor Jesus Cristo os abençoe ricamente.

“E, porque vocês são filhos, Deus enviou o Espírito de seu Filho
aos seus corações, o qual clama: ‘Aba, Pai’.” (Gálatas 4:6)

Uma das coisas que mais me intriga na forma como Deus se
relaciona conosco, entre tantas outras, é justamente o fato Dele
nos dar liberdade para sermos íntimos. Não falo de perder o
respeito ou de abusar, mas de termos liberdade e o direito de
chamá-lo de ‘Aba’ que seria bem traduzido hoje como papai,
paizinho, papi – um sentido carinhoso de pai. Isso, segundo o
versículo acima, apenas pelo fato de sermos filhos e não
escravos.

Se Deus trata assim conosco, por que ainda vemos pais
terrenos exigindo de seus filhos um tratamento formal e quase
militar-hierárquico? Será que isso é a única forma de respeito
que podemos esperar? O que isso ensina sobre Deus para
nossos filhos e herdeiros espirituais?

Se queremos proteger a infância dos pequenos, precisamos
lhes mostrar que intimidade combina com respeito e é
perfeitamente compatível com um relacionamento organizado.

Nossos pequenos ficam desprotegidos ao pensar que a única
forma de relacionamento é via formalismo. Por quê? Simples:
por que é natural para o coração humano buscar intimidade,
e se o pai não der (sinceramente) alguma meretriz ou
traficante dará. Daí se explica a perda de alguns na
adolescência e juventude.

Se queremos proteger nossos pequenos, temos de olhar para
eles como seres completos, ainda que em formação. Tudo de
um ser humano adulto está ali, mas em amadurecimento. Uma
criança que desconhece a intimidade nunca será um adulto
equilibrado, pois como ele poderá ver Deus como Pai, sem
ver Deus nos seus pais?

Se queremos proteger a infância, é na infância que devemos
semear a intimidade familiar que germinará na intimidade com
Deus. Isso semeará saúde para a vida adulta. Isso semeará
uma nova geração que tratará melhor ainda seus pequenos.

“Senhor, me ajuda e me ensina a ser intimo de Ti e semear
isso na vida dos pequeninos a quem tenho acesso, sejam
meus filhos ou não.”

Mário Fernandez

Boa noite pessoal!

Os discipulados do grupo 1 e grupo 2 voltam em fevereiro!

Os discipulados do grupo 3 (que ocorrem aos domingos) voltam no dia 19 de janeiro!

Não percam as datas!

Apresentação de Natal 2013

Não percam amanhã, dia 15/12/2013 a apresentação de natal das nossas crianças. Elas estão se preparando e ensaiando para louvar o nome do nosso Deus! Não percam, as 18:30! Nossas crianças esperam por vocês!!